Decálogo de prova

A prova tem por objetivo individualizar as sensações para poder analisá-las, ordená-las, interpretá-las e comunicá-las. Saber reconhecer os aromas e matizes de um bom azeite é o passo prévio para penetrarmos num dos exercícios gastronómicos mais apaixonantes.

CONSELHOS BÁSICOS PRÉVIOS
  • Não usar perfume no dia da prova.
  • Lavar-se com sabão neutro.
  • Não fumar, pelo menos, 30 minutos antes da prova.
  • Não ingerir alimentos nem bebidas (exceto água), pelo menos, 1 hora antes.
  • Abster-se quando houver alterações das vias respiratórias (constipações, alergias...).

Para a prova usamos uns copos especiais de vidro escuro, dado que a cor não tem uma correlação direta com as características organoléticas.

SEQUÊNCIA DA PROVA:
  1. Inclinar e rodar o copo para molhar as paredes internas. Manter o copo tapado.
  2. Destapar o copo. Cheirar a amostra com inspirações suaves durante 30 segundos.
  3. Se não se tiver chegado a nenhuma conclusão, descansar uns minutos e repetir a operação.
  4. Anotar os aromas detetados.
  5. Ingerir um pequeno gole de azeite (cerca de 3 ml).
  6. Espalhar pela cavidade bocal.
  7. Aspirar ar pela boca e sentir o flavor pela via retronasal. Algumas notas olfativas confirmar-se-ão e outras que nos pareciam muito intensas podem diminuir.
  8. O azeite deve espalhar-se lentamente pela parte posterior da língua, em direção aos pilares do palato e da garganta.
  9. Concentrar a atenção nos sabores que vamos descobrindo. A) doce, B) amargo, C) ácido (isto seria um defeito, no caso de se encontrar) e D) picante.
  10. Sensação tátil: considerar a fluidez e pastosidade.
COMO PROVAR UM AZEITE EM CASA?

O que mais se assemelha a um copo de prova de azeite é um copo de conhaque, pela sua forma semelhante ao copo de prova que concentra perfeitamente os voláteis.

Para tapar o copo podemos usar a nossa própria mão e para atingir a temperatura adequada da amostra basta colocar o copo na palma da nossa mão ao mesmo tempo que o esfregamos gerando calor.